3.ª IDADE

Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) 

Centro de Dia

Serviço de Apoio Domiciliário

ERPI

Lar e Centro de Dia N.ª Sr.ª da Conceição

Lar de Idosos Dr. Domingos Dias

A valência de Lar de Idosos é uma resposta social, onde se pretende dar apoio à terceira idade em regime de alojamento coletivo, de utilização temporária ou permanente, que desenvolve atividades de apoio social, fornecimento de alimentação, cuidados de saúde, higiene, conforto, favorecendo o convívio, animação cultural, bem como, a ocupação dos tempos livres dos idosos.
 

Serviços prestados e atividades desenvolvidas
 

•Alojamento;
•Alimentação, constituída por cinco refeições diárias: pequeno-almoço, almoço, lanche, jantar e ceia;
•Cuidados de higiene e conforto pessoal;
•Cuidados médicos e de enfermagem;
•Tratamento de roupas pessoais e roupas de cama;
•Limpeza e arranjo diário dos aposentos;
•Utilização de serviços de barbeiro e cabeleireiro, nos dias e horas para isso estabelecido.
•Transporte e acompanhamento dos utentes ao Centro de Saúde e Hospital local, bem como, a consultas, fisioterapia e exames auxiliares de diagnóstico;
•Animação e recreação;
•Apoio Social

Lar e Centro de Dia

N.ª Sr.ª da Conceição

Lar de Idosos Dr. Domingos Dias

Centro de Dia

Centro de Dia

Esta resposta social, com 10 utentes, tem como principal objetivo, prestar um conjunto de serviços que contribuem para a manutenção dos idosos no seu meio sociofamiliar. Este serviço visa a prestação de serviços que satisfaçam as necessidades básicas, contribuindo para a melhoria da sua qualidade de vida. Assim como, prestar apoio social, colocando à disposição da pessoa idosa formas adequadas de ajuda, de maneira a colmatar alguns cuidados que a família não possa assegurar. Outro objetivo, trata-se de evitar o isolamento fomentando as relações interpessoais ao nível dos idosos e destes com outros grupos etários, contribuindo para uma institucionalização mais tardia.
Simultaneamente o Centro de Dia é uma resposta que possibilita às pessoas novos relacionamentos e elos de ligação com o exterior, através do estabelecimento de contactos com os colaboradores, voluntários, clientes e pessoas da comunidade, donde a qualidade da intervenção dever ser uma exigência a ter em conta permanentemente na gestão desta Resposta Social.

Serviço de Apoio Domiciliário

Serviço de Apoio Domiciliário

Serviço de Apoio Domiciliário (S.A.D.) é uma resposta social que consiste na prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio, a indivíduos e famílias quando, por motivo de doença, deficiência ou outro impedimento, não possam assegurar temporária ou permanentemente, a satisfação das suas necessidades básicas e/ou as atividades da vida diária.
No que se refere às pessoas idosas, a prestação destes serviços coloca-se hoje como exigência de vida normal e integrada, possibilitando-lhes por essa via a permanência no seu meio habitual de vida.
 

Objetivos gerais do Serviço de Apoio Domiciliário são:

 

a) Contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos indivíduos e famílias;

b) Contribuir para retardar ou evitar a institucionalização.

 

Os objetivos específicos do Serviço de Apoio Domiciliário são, nomeadamente:

 

a) Assegurar aos indivíduos e famílias satisfação de necessidades básicas;

b) Prestar cuidados de ordem física e apoio psicossocial aos indivíduos e famílias, de modo a contribuir para o seu equilíbrio e bem-estar;

c) Colaborar na prestação de cuidados de saúde.

Os serviços prestados pelo Serviço de Apoio Domiciliário são os seguintes:

 

a) Higiene Pessoal;

b) Higiene Habitacional;

c) Alimentação;

d) Tratamento de Roupas;

e) Serviço de Teleassistência;

 

Serviço de animação/socialização que abrange, no mínimo quatro atividades semanais que podem variar entre animação, lazer, cultura, aquisição de bens e de géneros alimentícios, pagamento de serviços e deslocação a entidades da comunidade.

Animação Cultural